Monthly Archives: Setembro 2012

Setembro 2012

America’s Cup em Countdown

America’s Cup em CountdownA 34ª edição da America’s Cup realiza-se daqui a sensivelmente um ano, mas já foi dado o tiro de partida com o arranque da America’s Cup World Series 2012/2013, um campeonato que proporciona treino e competição aos sindicatos que competem na America’s Cup e na precedente Louis Vuitton Cup (que determina o finalista que irá discutir a America’s Cup com o detentor do título).

E a primeira regata teve lugar precisamente em San Francisco, a cidade californiana que a Oracle Team USA, vencedora da 33ª edição, escolheu para acolher a grande cimeira em setembro de 2013. A navegar em casa e com duas embarcações, a Oracle Team USA arrebatou as duas primeiras posições e aproveitou para não só desvelar o novo AC72 Oracle Team USA que vai defender o mítico troféu como também publicitar a sua associação à TAG Heuer, traduzida em relógios comemorativos em edição especial.

A temporada 2012/2013 da America’s Cup World Series teve recentemente a sua primeira prova entre 21 e 26 de agosto na baía de São Francisco, tendo sido dominada pela equipa da casa sob a batuta do skipper Russell Coutts (CEO) e com os seus lugares-tenente Jimmy Spithill e Darren Bundock à frente de cada embarcação: o Oracle Racing 4 triunfou na match race e o Oracle Racing 5 impôs-se na fleet race.

Também a TAG Heuer fez uma dobradinha com dois modelos que comemoram a sua parceria com o Oracle Team USA e a sua missão de defender o troféu da mais antiga competição náutica do planeta: o relógio Aquaracer 500M Team USA Calibre 5 com 43 milímetros de diâmetro usado pela tripulação e o cronógrafo Aquaracer 500M Team USA Calibre 16 Chronograph de 44 milímetros de diâmetro para os skippers – ambos com mostradores e fundos personalizados com a menção à equipa e à mítica competição. Ler mais/Fonte: Record

 

Combustível limpo tornará cruzeiros mais ecológicos

Combustível limpo tornará cruzeiros mais ecológicosUm grupo de cientistas norte-americanos desenvolveu um novo tipo de combustível que permitirá aliviar a poluição atmosférica e os custos dos barcos de cruzeiro, barcos de transporte de contentores e outras embarcações de grande porte. A criação foi apresentada a semana passada no 244º encontro da American Chemical Society, que decorreu em Filadélfia, nos EUA.

Durante a conferência, George Harakas, coordenador do projeto, explicou que os grandes navios se alimentam de combustíveis que contém substâncias muito poluentes, o que causa impactos graves no ambiente e na saúde quando atracam em portos, em especial em áreas urbanas com grande densidade populacional.

Para solucionar o problema, Harakas e os colegas, da Maine Maritime Academy e do SeaChange Group LLC, desenvolveram um combustível “verde” que incorpora glicerol, um subproduto da produção do biodiesel que é amplamente utilizado na indústria alimentar e farmacêutica.

O glicerol é eficiente, neutro em emissões de carbono e, consequentemente, sustentável, o que o tornou a escolha ideal. A mistura entre o glicerol e o diesel foi possibilitada através de um químico especial, já que, por norma, é tão difícil como a mistura de água e azeite, esclareceu Harakas.

De acordo com o especialista, os testes efetuados com o novo combustível, levados a cabo no laboratório da Maine Maritime Academy, demonstraram que o “Bunker Green”, como foi batizado, produz 15% menos partículas de cinza e 26% menos dióxido de azoto, o que lhe dá, acreditam os criadores, grande potencial para a utilização futura na indústria náutica.
Ler mais/Fonte: Boas noticías

 

Estudantes universitários europeus no Porto para desenvolver protótipos de navio

Estudantes universitários europeus no Porto para desenvolver protótipos de navio Estudantes universitários europeus participam a partir de hoje num curso de verão na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, tendo como principal objetivo a construção de protótipos de um navio, “capaz de se mover automaticamente”. Esta é já a 14.ª edição deste curso de verão, que é promovido pelo BEST – Board of European Students of Tecnology do Porto, associação que reúne estudantes de engenharia, ciência e tecnologia de toda a Europa.

Segundo João Pacheco, presidente do BEST/Porto, nesta iniciativa, que apenas termina a 10 de setembro, os estudantes terão uma componente teórica, onde será abordada a modelação náutica, e outra prática, para a construção dos protótipos.

“Os 22 alunos serão divididos em equipas que, no final, terão que apresentar o seu barco, que tem que ser capaz de se mover automaticamente”, explicou. Para construir as embarcações, os alunos utilizarão material de baixo custo como esferovite, madeiras e cabos. Os estudantes que participam neste curso, com idades entre os 20 e os 25 e vindos de países como Holanda, Espanha, Turquia e Itália, entre outros, inscreveram-se numa plataforma na internet, que disponibilizava todas as iniciativas similares a decorrerem nas universidades aderentes ao BEST.

“Esta é uma oportunidade de receber formação complementar ao percurso académico e, ao mesmo tempo, incentivar o intercâmbio de experiências entre jovens universitários europeus”, considerou, acrescentando que os participantes terão oportunidade de conhecer a cultura nacional e, em especial, a da cidade do Porto. O BEST Porto é um dos 93 grupos locais espalhados por 32 países europeus e tem como principal objetivo proporcionar aos estudantes um desenvolvimento pessoal, cultural e académico.
Ler mais/Fonte: Diário Digital